sábado, 13 de fevereiro de 2010

Será saudades?

(Será que o video funciona?)

Hoje decidi convidar-vos para um típico pequeno-almoço lisboeta. Depois da saída nocturna de sexta-feira que costuma durar até de manhã, não vale a pena ir para casa sem comer qualquer coisa. Tendo em conta a situação estratégica da Av. 24 de Julho, porque não dar um saltinho a Belém e deliciarmo-nos como deve ser?

Então contem-me lá (e desta vez é fácil):

1. Em que ano foi criada a fábrica dos pastéis de Belém?

2. Como é que se devem comer?

3. Em média quantos pastéis são feitos por dia?

4. Como se chamava o dono da fábrica?

5. Estando na fábrica, o que se pode ver quando se tira os olhos do prato de doces e se observa o que está em redor?

Obrigada ao sr. JBVieira por partilhar o video.

10 comentários:

Álvaro Machón disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio disse...

Faz favor de nao fazer mais isto. Cheguei agora mesmo da rua e estou com fome, entao quase como o computador.
Eu quero uns pasteissssssssss.

sigfrido disse...

É,é,o vidio não funciona!. Vamos procurar por outro sítio na Internet.
cumprimentos
sigfrido

S disse...

Lamento muito Sigfrido, mas o video no meu computador funciona e no dos dois meninos que comentaram antes também. :(

S disse...

Ai, porque é que o Álvaro apagou o comentário? Estava tudo bem, se bem me lembro.

sigfrido disse...

Que bom! Já pude ve-lo!.Acho que é facil:
-1837
-Quentinhos com açúcar e canela.
-14.000
-Domingos Rafael
-Os painéis de azulejos.
No ano passado tivemos na EOI uma confêrencia sobre os pastéis de nata e também os provámos.
cumprimentos
sigfrido

Álvaro Machón disse...

Jeje, apaguei para que os demás não puderam ler (que maluquinho que sou, não partilho as minhas respostas...)

Pronto agora eu também tenho fome...
vou tomar o pequeno-almoço pois!

Isto de deixar comentários no blogue começa a ser um vício, isso toma sentido se olham que os meus comentários vão sendo cadavez mais grandes...antes nem reparei no blogue e agora fica nos favoritos do meu navegador...Já verão como isso, ao longue, é um perigo! muahahaha :)
(A revisão tem poderes para assasinar pessoas, senão, olhem para ela e vão ver como começam a estar um pouco doentes...)Que dor!

Francisco disse...

Eu gosto muito dos pasteis quentinhos com canela. São a minha perdição.

Francisco

carmen rodriguez disse...

1.- 1837
2.- Se gostarem dos pasteis de nata devem comer quentinhos e com açúcar e canela.
3.-sobre 14.000 por dia.
4.-Em 1834 o mosteiro fechou e o pasteleiro do convento decidiu vender a receita ao empresário português vindo do Brasil Domingos Rafael Alves
5.-Nas salas da pasteleria podem-se ver paneis de azulejos.
Além dos pasteis maravilhosos, a pastelaria e muito bonita. Se viajarem a Lisboa não a deixem de visitar.

Ana Laso disse...

desta vez estou de acordo comtigo susana!!! É fácil... queixou-me quando é complicado (as vezes demais) mas é justo indicar o contrário quando é certo!!

As minhas respostas são:
1.- 1837
2.- quentinhos com açúcar e canela
3.- 14 mil por dia
4.- Domingos Rafael.
5.- Painéis de azulejos nas suas salas, nas suas vitrinas um auténtico museu de receitas e utensilios.