quarta-feira, 10 de março de 2010

Poema do Juan de la Cruz

Quando fecho os olhos.
começo a ver as tuas maravilhosas praias,
as tuas maravilhosas paisagens.
Quando estou esfomeado
penso nos teus doces,
nos teus peixes,
no teu marisco.
Porque tu, Portugal,
és a calma da minha fome.
a paz do meu espírito.
Quando estou a conhecer o teu povo,
penso que os portugueses são
um pedaço da História da Europa.
Eles são fontes de diversão,
oceanos de relaxamento e tranquilidade.
Eu sinto que sou um pouco português,
pelo bom e cálido acolhimento que me deram.
Não sou realmente português,
mas o meu coração é metade de vocês.
Portugal é um dos melhores países do mundo.
Senão o melhor.

02.03.2010

12 comentários:

Ana Laso disse...

uauuuuuuu, não fazia ideia desta parte do Juan de la Cruz!!! também não me lembro muito dele... hihihihi.

mas uma dúvida,... isto está transcrito, ne??? ou ele também escrivia em português???

Montse disse...

Bonito poema , não é ?
Concordo sem duvida.Conhecer Portugal foi uma das melhores experiencias da minha vida.Toda uma descoberta.
Cumprimentos e obrigada pelo poema.

Antonio disse...

Concordo com isso, Portugal é um dos melhores paises do mundo, mas nao concordo que seja o melhor porque o melhor é Espanha, nao é?

Agora a Susana vai-me baixar a nota do teste, jajajaja.

S disse...

Ana, o Juan de la Cruz é um aluno da María Antonia que como o nosso Álvaro e o nosso Juan Antonio, é pequenito mas motivado :)

Muito bonitinho, Montse, eu também achei :)

Claro que não, Antonio, a nota está dada e cada um tem direito à sua opinião, sou ditadora mas só dentro da sala de aula, fora da escola sou muito mais moderada :P

ana laso disse...

ups... que vergonha!!! pensava que era aquele escritor do século nao sei qual... aquele que era padre... o "fraile", nao me lembro como é que se diz em portugues...

definitivamente, nao estou boa... ultimamente digo cada coisa.... entre terapista (ainda por cima, eu!!!), e agora esto.... daqui a nada volto para o 2º ano....
=(((((((((((

sigfrido disse...

Presumia-o,mas procurei na internet o nome do poeta,não
podia ser San Juan de la Cruz!

jesus disse...

Eu achei muito bonito esse poema.Parabéns Joãozinho,eu sinto-me muito identificado com o que disse esse poema.

S disse...

Ana, não se preocupe, eu é que sou uma inculta em relação a Literatura Espanhola e não fazia a menor ideia de que houvesse um poeta com o mesmo nome do aluno da María Antonia - quer dizer, soava-me mas não sabia de onde.
Que vergonha!
(E o terapista foi muito bom ;) )

E diz-se frade.

Sigfrido, vai ver que este nosso de 15 anos ainda vai ser tão famoso como o outro :)

Juan disse...

Não exagerem, não sou tão bom..... S, será que eu próprio publicar as minhas poesias aqui? Não serão muitas, claro está. Mas pelo menos uma por trimestre..= :)

josé maría disse...

Parabéns companheiro Joäo, eu tambén sinto Portugal da maneira que o narras. José María.

S disse...

Ai Juan, peço desculpa por não lhe ter respondido mais atempadamente. Claro que pode, sabe que tenho ainda uma para publicar, mas o tempo não perdoa. Esta semana fá-lo-ei, pode ser?

(É muito bom lê-lo, muito bom mesmo!)

Juan disse...

Não chego a perceber porquê é que pensam que é bom ler-me mas........
Muito obrigado por fazer-me de editora, S, e não tenha pressa, se não pode ser hoje será amanhã... :)